31 de ago de 2011

Melhor idade

Melhor idade

A vida passa
e muita coisa desgasta.
Temos que manter a doçura,
encarar com brandura,
problemas da vida dura.
Reféns de revezes,
não podemos ser.
Procurar envelhecer
com qualidade,
fazer de cada primavera,
uma aventura,
e realmente ter
uma melhor idade.

(Sandra Almori)

‎10 recomendações que acredito:


1. Comece o dia apreciando a natureza, o verde, os pássaros, os animais e as pessoas.
2. Respire fundo e lentamente colocando ar novo pra dentro e jogando o velho pra fora.
3. Experimente a sensação do ar fresco e do vento na sua face. Sinta.
4. Renove-se assim como a natureza que faz isso sabiamente todos os dias.
5. Quando alguém que você goste, se aproximar, dê um bom dia e uma abraço apertado.
6. Dê um bom dia para as pessoas que você não conhece e deixe pra lá se elas não responderem. Você deu o seu melhor. Isso é que importa.
7. Observe se os idosos não precisam de você para alguma necessidade.
8. Trabalhe com entusiasmo, com atenção e alegria.
9. Mostre-se visível pra que você seja notado pela competência.
10.Seja sempre leal.
A vida é curta,
quebre regras, 

perdoe rapidamente,
beije lentamente, 
ame verdadeiramente, 
ria descontrolavelmente,
e nunca pare de sorrir,
por mais estranho que seja o motivo. 
E lembre-se que não há prazer sem riscos. 
A vida pode não ser a festa que esperávamos, 
mas uma vez que estamos aqui, temos que comemorar!!! 
Aprecie... Sem moderação!!!

"SER FELIZ"

As vezes pensamos em desistir deixar de lado o ideal e os sonhos.
Quantas vezes batemos em retirada com o coração amargurado pela injustiça.
Quantas vezes sentimos o peso da responsabilidade sem ter com quem dividir.
Quantas vezes sentimos solidão mesmo cercados de pessoas.
Quantas vezes falamos sem sermos notados.
Quantas vezes lutamos por uma causa perdida.
Quantas vezes voltamos para casa com a sensação de derrota.
Quantas vezes aquela lágrima teima em cair justamente na hora em que precisamos parecer fortes.
Quantas vezes pedimos à Vida um pouco de força, um pouco de luz.
E a resposta vem, seja lá como for, um sorriso, um olhar cúmplice, um bilhete, um gesto de amor.
E a gente insiste em prosseguir, em acreditar, em transformar, em dividir, em estar, em ser.
E a Vida insiste em nos mostrar o caminho, aquele mais difícil, mais complicado, mais bonito.
E a gente insiste em seguir por ter uma missão "SER FELIZ"

Estamos com fome de amor


Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão". Pretensiosamente digo que assino embaixo sem dúvida alguma. Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias.

Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes, danças e poses em closes ginecológicos, chegam sozinhas. E saem sozinhas. Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos.

Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dance", incrível. E não é só sexo não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida?

Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho sem necessariamente ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormir abraçados, sabe, essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega.

Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção. Tornamos-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós.

Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada no site de relacionamentos Orkut, o número que comunidades como: "Quero um amor pra vida toda!", "Eu sou pra casar!" até a desesperançada "Nasci pra ser sozinho!".

Unindo milhares, ou melhor, milhões de solitários em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis.

Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos a cada dia mais belos e mais sozinhos. Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa. Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio, démodé, brega.

Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí? Seja ridículo, não seja frustrado, "pague mico", saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta.

Mais (estou muito brega!), aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso a dois.

Quem disse que ser adulto é ser ranzinza? Um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele. Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: "vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida".

Antes idiota que infeliz!

27 de ago de 2011

Indio da aldeia Pataxó em Arraial D´Ajuda 1.

Índio da Aldeia Pataxós em Arraial D´Ajuda 2

Índio da Aldeia Pataxós em Arraial D´Ajuda 3

Índios da Aldeia Pataxós em Arraial D´Ajuda 4.

Índios da Aldeia Pataxós em Arraial D´Ajuda 5.

Índios da Aldeia Pataxós em Arraial D´Ajuda 6.

Índios da Aldeia Pataxós em Arraial D´Ajuda 7.

26 de ago de 2011

Escola é oficina de letras da instrução pedagógica!

Mas a educação difere porque está na Família, do berço meigo das palavras que atuam construindo alicerces no coração das crianças, pelos lábios maternais e paternais, quando sopram dulcificando o lume do sentimento!
Sexo é sublime face do coração no ambiente íntimo do sentimento conjugal no homem com mulher, edificando a Família!
(((...não a inteligência, que se vangloria estar mais alta que o coração, que ensina ao "Amor" a conjugar o verbo amar(...)....))))
As crianças no ambiente da Família, levadas pelas mãos responsáveis que constroem a direção de hoje do olhar infantil, e que são encaminhadas para a evangelização, para aprenderem pelo coração de pensarem por si mesmas, onde o "Amor" é que instrui a inteligencia do Homem agir inteligentemente!
Certamente os pais dificilmente no futuro entrarão numa delegacia de polícia, orientados pelas autoridades para educarem seus filhos, porque foram pêgos envolvidos nas drogas ou alcoolizadas!
Porque importa é das prianças aprenderem na lavoura de si mesmas, saber pensarem, e não o que nos convem de querermos ensinar como elas devem pensar! Repito! Isso porque o "Amor" é quem instrui a inteligência do Homem agir inteligentemente, e não a inteligência, que se vangloria estar mais alta que o coração, que ensina ao "Amor" a conjugar o verbo amar, sem construir a prática legítima de sentimento das mãos que trabalham com suor do seu esforço, edificando nosso Espírito!
O "Amor" nutre no solo do sentimento do Homem a semente do afeto, germinando a afeição. Como a água que nutre a sêde do Homem!
Deus é realidade porque a vida é real!
Algo já sabemos.
Que Deus não se acomoda sentado na almofada da perfeição!
O "Amor" não é emoção abstrata, como arte da sedução, na moldura do leiloeiro, das galerias abstracionistas dos artista do pincel nas telas da moda!
O "Amor" nutre a afeição! Como a água nutre a humanidade não ter sêde!
O Amor é príncepe como o alicerce que sustenta nosso lar!
Se o procuramos entre nuvens intelectuais, vêmos só glamour e fascínio!
Mas se o buscamos em nossa casa, o encontramos no alicerce nú encoberto pelo solo!
Povo digno: Brasil sem aborto!

Do Amigo!
Fernand Pontes
Para onde nossa mente se dirige, é exatamente o que iremos nos tornar com o tempo. As coisas se plasmam primeiro no plano mental, então tomam forma na dimensão emocional para finalmente, após um tempo, se tornarem realidade física. Se você tem uma paranóia e a alimenta, o medo se tornará realidade; em contrapartida, se você dedica atenção a idéias positivas, elas paulatinamente se farão reais, efetivas. Assim sendo, neste momento o que você mais precisa observar é: aonde a sua atenção está concentrada? A mente cria a realidade e, justamente por isso, você precisa ter domínio de sua própria cabeça e coração. Atente também para a necessidade de, ao considerar soluções, ver mais do que apenas um caminho. Um caminho específico poderá até se revelar como sendo o melhor, mas se você parar pra pensar duas vezes entenderá que existem outras alternativas viáveis. Procure, neste momento, praticar a meditação e domar o balaio de gatos que é a mente humana.

Se olhar para trás, verás apenas o passado de uma vida que lhe trouxe ao que você é agora. Assim, enquanto buscar no passado respostas para seu futuro, seu hoje será sempre uma visita a seu passado.
O que transforma qualquer ato em algo extraordinário é o fato de fazermos aquilo com o coração e o que transforma qualquer vida numa existência extraordinária é o fato de ser vivida com amor.
‎"As vezes, é preciso esquecer um pouco a pressa e prestar mais atenção em todas as direções ao longo do caminho.
A pressa cega os olhos, e deixamos de observar tantas coisas boas e belas que acontecem ao nosso redor.
As vezes, o que precisamos está tão próximo.
Passamos, olhamos, mas não enxergamos.
Não basta apenas olhar, é preciso saber olhar com os olhos, enxergar com a alma e apreciar com o coração".

Bom final de semana Amigos!!!


Aproveitem para Renovar as Energias!!!

‎"Quando está muito difícil, 
é porque Deus está reservando algo surpreendente bom dia!!!!!!!!


“Tenha sempre bons pensamentos
porque os seus pensamentos se transformam em suas palavras. Tenha boas palavras porque as suas palavras se transformam em suas ações. Tenha boas ações porque as suas ações se transformam em seus hábitos. Tenha bons hábitosporque os seus hábitos se transformam em seus valores. Tenha bons valoresporque os seus valores se transformam no seu próprio destino”.









24 de ago de 2011

Como fazer um envelope para CD

Congele água em 1 seg - o segredo

Como fazer um copo encolher

Dragão de papel que mexe a cabeça

Como gelar refri em 3 minutos

Máquina de bolinha de sabão

Fazendo fogueira com o celular

Liquido fluorescente

Pegadinha da pressão atmosférica

MOMENTO ZEN...



"A HUMANIDADE PARA DALAI LAMA"
Perguntaram a Dalai Lama:
"O que mais te surpreende na Humanidade?"

E ele respondeu:
"Os homens...
Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde...
Porque pensam ansiosamente no futuro e, por isso, esquecem-se do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente, nem o futuro...
E porque vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido!"

Como acender uma vela à distância

Estrela ninja de origami (shuriken)

Como fazer uma árvore de natal com uma revista

Minimotor elétrico

23 de ago de 2011

Como fazer um saco de lixo com jornal

Virei o Homem Caramujo

Belo Horizonte / Campinas / São Paulo / Santos / Porto Seguro / Arraial d'ajuda / Ceará  




Ficarei um tempo sem postar aqui no blog alguns dias. 
Em breve muitas novidades !!!!


Obrigado pelo Carinho de todos
Sigo com um novo Projeto por esse Brasil .


um forte abraço
até em breve

22 de ago de 2011

FÉ em DEUS.


Num mundo de tantos enganos, onde o chão esta forrado de planos, sonhos amarrotados nas últimas gavetas, e um brilho fosco no olhar alheio.

Ainda é possível encontrar recantos de paz, é possível notar um sorriso sincero, vejo provas de amor verdadeiro, sinto coragem e força em muitos pra seguir adiante.

Num mundo formando por mais água que terra, e alguns morrendo de sede, riquezas gastas em armamentos, e alguns morrendo de fome.

Ainda assim é possível enxergar os justos, a fé ainda é sentida, ainda existe a confiança entre as pessoas, e cumplicidade.

Nesse mundo de homens desumanos, egoístas por sua natureza, buscando um acumulo banal de riquezas, sem medir-se sensatamente.

Contrasta com pessoas de bom coração, que procuram ajudar o próximo, que muitas vezes esquecem suas próprias dificuldades em beneficio alheio, que passam noites em claro em causas humanitárias...

E alguns, ainda conseguem olhar para o lado triste de tudo isso, e na sua visão distorcida e limitada, ainda questionam se o amor existe, se o mal corrompe o homem, ou o homem é o mal.

Questionam a existência de um criador de amor puro, fiel, que nos dá forças pra seguir adiante, mesmo com tantas adversidades, existem os perseverantes. Para aqueles que duvidam, me expliquem o que seria essa força que alguns possuem, senão uma fé firme em um ser poderoso, e benevolente, que esta sim de fato presente, e que ajuda aqueles que nele confiam.

Eu acredito em Deus e você?
(Eu sou o caminho a verdade e a vida - João: c:14 v:6)


Paulo Roberto



A questão é que a felicidade não esta em nada que possa conquistar ou fazer.
Não esta nas jóias ou nos carros, não esta na chegada, nem tão pouco na partida...
A felicidade esta contigo durante todo o trajeto, o crescimento é colhido na caminhada. Se atentar para isso, vai ser feliz!
Se não, vai viver buscando algo que você já tem, por isso, nunca encontrará.


Sabe qual é a coisa mais egoísta do mundo?
É que as pessoas não enxergam os pequenos sacrifícios que o outro faz, as pessoas pensam muito em si.
Se pra você é difícil saltar de paraquedas, se alguém saltar por você vai ser um tremendo sacrifício, é o que você pensará.
Mas esta errado, você esta pensando em você e não na pessoa que saltou.
Se eu saltasse de paraquedas por você por exemplo, não seria sacrifício, não tenho medo de altura e adoro aventuras.
Agora algo que pra você não seria nada, por exemplo: Se eu ficar em casa o dia todo conversando com você, embora a conversa possa ser a melhor do mundo, pra mim será um sacrifício, pois euodeio ficar em casa, mas você não vai notar isso, pra você eu não fiz nada se ficar em casa é algo comum pra você, mas pra mim, eu dei muito mais do que estou acostumado a dar. Isso é aprender a apreciar o muito que as pessoas te dão e na maioria das vezes nem é notado, pois é muito limitada a si mesmo a sua visão.

Num mundo onde cada vez mais a individualidade é pregada, olho por olho e dente por dente, essa uma lição que pode estar sendo esquecida... E isso é realmente lamentável.


Paulo Roberto

21 de ago de 2011

Mergulho em você mesmo


Temos medo de estarmos conosco, mergulharmos em nosso interior. O silêncio e sua prática nos leva a esta possibilidade de encontro profundo e revitalizador. Com o silêncio, encontramos a paz e o amor incondicional

vem com toda a força transformadora. "O amor é a força mais sutil do mundo.O mundo está farto de ódio". É é este ódio irracional e distante da força criadora que destrói,corrompe e ensurdece a humanidade.

Pare! Recomece! Reprograme-se... O silêncio pode ser o ponto chave desta nova caminhada. Pratique-o diariamente e transforme um pouco nosso mundo. Ouça-se.

"Temos de nos tornar a mudança que queremos ver no mundo. Você tem que ser o espelho da mudança que está propondo. Se eu quero mudar o mundo, tenho que começar por mim."

Pratique diariamente o silêncio da paz. Respire profundamente algumas vezes. Inspire e sopre lentamente até ir relaxando e mergulhando dentro de si mesmo. Feche os olhos e silencie seus medos, preocupações e ansiedades diárias, por alguns momentos. Dê a chance à sua paz e a paz do mundo.

"Faça a sua parte, se doe sem medo. O que importa mesmo é o que você é...

Mesmo que outras pessoas não se importem. Atitudes simples podem melhorar sua vida."

Você nunca sabe que resultados virão da sua ação. Mas se você não fizer nada,não existirão resultados. Espalhe esta ideia.

Transforme o mundo, a partir de você.

"Seja a mudança que você deseja para o mundo".

O Segredo

17 de ago de 2011

7 atitudes para você decolar



Não há fórmula mágica para alcançar o sucesso e ser feliz em todos os campos da sua vida - no competitivo mercado de trabalho, na educação dos filhos, nos relacionamentos pessoais. Mas existem atitudes que podem ajudá-la a se promover. Saiba aqui quais são elas



Respeito, tolerância, ética, comprometimento, disciplina, perseverança e solidariedade. Esses são os sete valores pessoais praticados por quem deseja alcançar o sucesso na vida. A conclusão é de José Renato Sátiro Santiago Jr., doutor em engenharia pela Universidade de São Paulo (USP) com mais de 20 anos de experiência na área de gestão de pessoas. "Além dessas sete competências, acrescentaria a pontualidade, que é a capacidade de cumprir prazos e partilhar práticas de sucesso", explica o expert.

Tânia Regina Sanches, consultora de Recursos Humanos, concorda e fala que as pessoas devem ter o mesmo comportamento em casa, no trabalho, na escola dos filhos ou onde quer que estejam. "Não adianta perseverar, se comprometer e ser uma profissional respeitosa no trabalho, mas na vida pessoal passar por cima dos outros, não cumprir prazos e ser intolerante com o comportamento alheio. É preciso trabalhar suas características integralmente e atuar com elas em todos os lugares." A seguir, você vai entender como esses valores são importantes - aja de acordo com eles para chegar aonde você quer.

1. RESPEITO
Num mundo em que a diversidade de opiniões, atitudes e comportamentos ganha cada vez mais destaque, é importante usar as diferenças como uma oportunidade para aprender com o outro. "O respeito vem em primeiro lugar. E, principalmente, o respeito por si mesmo para não se submeter a situações constrangedoras e exploratórias que, muitas vezes, acabam com a nossa autoestima", argumenta Tânia Regina Sanches. Suas relações devem ser pautadas pelo respeito ao ponto de vista do outro. E isso vale tanto dentro como fora do seu lar e até na formação dos filhos. Todos sabem que crianças seguem exemplos e os positivos são os melhores para educar alguém.

2. TOLERÂNCIA
A competitividade em todos os âmbitos da vida muitas vezes não dá espaço para a tolerância. Porém, essa é uma virtude que demonstra respeito e consideração diante da diferença. Tolerar é admitir, nos outros, maneiras de pensar, agir e sentir diferentes ou mesmo opostas às nossas. "Mas é importante tolerar sem se deixar usar. Para isso, você deve saber exatamente onde começam e terminam o direito e o dever de cada um", diz Alfredo José Assumpção, sócio-fundador da Fesa (SP), empresa especializada na seleção de altos executivos.

3. ÉTICA
"Ela é essencial na profissão, no ambiente de trabalho, com a família, o parceiro...", afirma o consultor de carreiras Márcio Bamberg (SP). Quer um exemplo prático de atuação ética? Não dar ouvidos a fofocas e intrigas. "Fuja delas, pois envenenam a nossa mente e podem nos influenciar na tomada de decisões", revela Tânia Regina Sanches. Por exemplo: levar adiante comentários maldosos de vizinhos, parentes ou colegas de trabalho estimula a discórdia. Não adianta também assumir um comportamento ético no trabalho e não honrar compromissos, respeitar a lei ou mesmo tentar resolver as situações do seu cotidiano com o chamado "jeitinho brasileiro". Lembre-se que quando o assunto é ética, o comportamento irrepreensível deve ser repetido em casa e em todas as suas relações sociais!

4. COMPROMISSO
Esse valor é o combustível de um líder inato, de acordo com Márcio Bamberg. Líderes são aquelas pessoas que nasceram para tomar as rédeas de sua vida e realizar com sucesso qualquer tarefa - no trabalho, na sociedade, com o planeta, com a família, com as leis e os prazos. E imprimem qualidade total a tudo o que fazem.

5. DISCIPLINA
Para focar os resultados e persegui-los até que se materializem é preciso ser disciplinado. A psicóloga Iraci Fernandez, do Núcleo de Desenvolvimento Profissional (SP), cita o falecido piloto Ayrton Senna como exemplo de disciplina. "Ele foi completamente dedicado à carreira e comprometido com seus objetivos e com as empresas para as quais trabalhou. Mas também foi com sua família e com o povo brasileiro. Perseverante e disciplinado, procurava conhecer cada pista que iria percorrer, a ponto de saber onde deveria frear ou acelerar antes de receber o aviso das bandeiras", fala. Além disso, tratava todos com respeito e atenção.

6. PERSEVERANÇA
No mundo corporativo, é a disposição para encarar a luta diária, superando as dificuldades, que fatalmente aparecem, assim como a perseverança para encontrar soluções muitas vezes inovadoras. Na sua vida, é ter o jogo de cintura para aproveitar cada tropeço como possibilidade de aprendizado e, claro, seguir adiante. Além da perseverança, Alfredo José Assumpção destaca a resiliência como um valor importante. "É a capacidade de lidar com os problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, stress etc. - sem entrar em surto", afirma ele.

7. SOLIDARIEDADE
Pessoas solidárias, motivadas e positivas criam uma aura agradável ao seu redor, atraindo naturalmente as demais. "Todo mundo aprecia o convívio com gente alegre e bem-humorada", explica Iraci Fernandez. É bom se colocar no lugar do outro para entender que não existe ponto de vista certo ou errado, e sim somente uma forma particular de ver algo, pois cada indivíduo é moldado pelas experiências que viveu.



Selma Cardoso
Máxima

13 de ago de 2011


A origem do Dia dos Pais

Ao que tudo indica, o Dia dos Pais tem uma origem bem semelhante ao Dia das Mães, e em ambas as datas a idéia inicial foi praticamente a mesma: criar datas para fortalecer os laços familiares e o respeito por aqueles que nos deram a vida.
Conta a história que em 1909, em Washington, Estados Unidos, Sonora Louise Smart Dodd, filha do veterano da guerra civil, John Bruce Dodd, ao ouvir um sermão dedicado às mães, teve a idéia de celebrar o Dia dos Pais. Ela queria homenagear seu próprio pai, que viu sua esposa falecer em 1898 ao dar a luz ao sexto filho, e que teve de criar o recém-nascido e seus outros cinco filhos sozinho. Algumas fontes de pesquisa dizem que o nome do pai de Sonora era William Jackson Smart, ao invés de John Bruce Dodd.
Já adulta, Sonora sentia-se orgulhosa de seu pai ao vê-lo superar todas as dificuldades sem a ajuda de ninguém. Então, em 1910, Sonora enviou uma petição à Associação Ministerial de Spokane, cidade localizada em Washigton, Estados Unidos. E também pediu auxílio para uma Entidade de Jovens Cristãos da cidade. O primeiro Dia dos Pais norte-americano foi comemorado em 19 de junho daquele ano, aniversário do pai de Sonora. A rosa foi escolhida como símbolo do evento, sendo que as vermelhas eram dedicadas aos pais vivos e as brancas, aos falecidos.
A partir daí a comemoração difundiu-se da cidade de Spokane para todo o estado de Washington. Por fim, em 1924 o presidente Calvin Coolidge, apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial declarando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972).
No Brasil, a idéia de comemorar esta data partiu do publicitário Sylvio Bhering e foi festejada pela primeira vez no dia 14 de Agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família.
Sua data foi alterada para o 2º domingo de agosto por motivos comerciais, ficando diferente da americana e européia. 
Em outros países
Pelo menos onze países também comemoram o Dia dos Pais à sua maneira e tradição.
Na Itália, Espanha Portugal, por exemplo, a festividade acontece no mesmo dia de São José, 19 de março. Apesar da ligação católica, essa data ganhou destaque por ser comercialmente interessante.
Reino Unido - No Reino Unido, o Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho, sem muita festividade. Os ingleses não costumam se reunir em família, como no Brasil. É comum os filhos agradarem os pais com cartões, e não com presentes.
Argentina - A data na Argentina é festejada no terceiro domingo de junho com reuniões em família e presentes.
Grécia - Na Grécia, essa comemoração é recente e surgiu do embalo do Dia das Mães. Lá se comemora o Dia dos Pais em 21 de junho.
Portugal - A data é comemorada no dia 19 de março, mesmo dia que São José. Surgiu porque é comercialmente interessante. Os portugueses não dão muita importância para essa comemoração.
Canadá - O Dia dos Pais canadense é comemorado no dia 17 de junho. Não há muitas reuniões familiares, porque ainda é considerada uma data mais comercial.
Alemanha - Na Alemanha não existe um dia oficial dos Pais. Os papais alemães comemoram seu dia no dia da Ascensão de Jesus (data variável conforme a Páscoa) . Eles costumam sair às ruas para andar de bicicleta e fazer piquenique.
Paraguai - A data é comemorada no segundo domingo de junho. Lá as festas são como no Brasil, reuniões em família e presentes.
Peru - O Dia dos Pais é comemorado no terceiro domingo de junho. Não é uma data muito especial para eles.
Austrália- A data é comemorada no segundo domingo de setembro, com muita publicidade.
África do Sul - A comemoração acontece no mesmo dia do Brasil, mas não é nada tradicional.
Rússia - Na Rússia não existe propriamente o Dia dos Pais. Lá os homens comemoram seu dia em 23 de fevereiro, chamada de "o dia do defensor da pátria" (Den Zaschitnika Otetchestva). 
Independente do seu lado comercial, é uma data para ser muito comemorada, nem que seja para dizer um simples "Obrigado Papai" !

11 de ago de 2011

Exemplo de Qualidade de Vida!

Animação para Melhor Idade (Educação Social e Saúde)

ObjetivoConhecer as etapas de desenvolvimento de atividades lúdicas de animação de grupos;
Conhecer as abordagens de atividades lúdicas para idosos, bem como as possibilidades e limites na aplicação das mesmas.

Carga Horária20 horas – Modalidade Semipresencial

Público-alvoEstudantes, profissionais envolvidos com cuidado na terceira idade ou com atividades recreativas para este público e pessoas da sociedade civil sensíveis aos temas propostos.

Conteúdo programático
Módulo Presencial – 10h

Importância da ludicidade e animação;
Integração/sensibilização;
Cooperação e competição nas atividades de animação;
Atividades físicas e recreativas aplicadas para a melhor idade;
Cuidados com a saúde do público da melhor idade;
Benefícios para a saúde física e mental do idoso;
Noções básicas de almoxarifado para as atividades;
Atividades práticas.



Recreação e Lazer
ARTIGOS E ATIVIDADES RECREATIVAS
História da Recreação
Classificação de atividades Recreativas
Amigo Oculto ou Secreto
Colônias de Férias
Temas para Festas Recreativas (deixe sua idéia !)
A recreação na terceira idade
Dinâmica de Grupo - O Presente
Dinâmica do "O que você parece pra mim..."
Dinâmica do beijo
Dinâmica "Tiro pela Culatra"
Dinâmica do Sociograma
Dinâmica do Emboladão
Dinâmica do Sentar-se no Colo
Dinâmica do "João Bobo"
Dinâmica do Nome
Dinâmica do "Escravos de Jó"
Dinâmica da "Escultura"
Dinâmica da "Sensibilidade"
Dinâmica do"Mestre"
Dinâmica do "Rolo de Barbante"
Dinâmica do "Substantivo"
Dinâmica da"Verdade ou Consequência? "
Dinâmica do " Qualidade"
Dinâmica do " Pegadinha do Animal"
Dinâmica da História da "Máquina Registrada"
Dinâmica: Medo de desafios
Dinâmica: Sorriso Milionário
Dinâmica: Verificação se aprendeu o conteúdo explicado na sala de aula ou dentro de um módulo
Dinâmica: do 1, 2, 3
Dinâmica: Dinâmica do Amor
Dinâmica: “Convivendo com Máscaras”
Dinâmica: “dos Problemas”
Dinâmica: “ Cabra cega no curral”
Dinâmica: “ das diferenças”
Dinâmica: “ Auxílio mútuo”
Dinâmica: “ Urso de pelúcia”
Dinâmica: “ DNA/Herança Genética”
Dinâmica: O feitiço virou contra o feiticeiro
Dinâmica: " da Historinha"
Dinâmica: " Recital das Almas Gêmeas"
Dinâmica: "Para quem você tira o chapéu"
Dinâmica: "Chupa ai"
Dinâmica: "do papel"
Dinâmica: dança da cadeira cooperativa
Dinâmica: " da rosa" (infantil)
Dinâmica: "O feitiço virou contra o feitiçeiro"
Dinâmica: " do deficiente visual"
Dinâmica: "sonhos"
Dinâmica: "Sombra"
Dinâmica: "Patinho Feio"
Dinâmica: "Salada de Frutas"
Dinâmica: "das partes do corpo"
Dinâmica: "Descobrindo as qualidades"
Dinâmica: "do Estetoscópio" (para trilhas ao ar livre)
Dinâmica: "qualidades e defeitos"
Dinâmica: "Conheço meu filho"
Dinâmica: "do General
Dinâmicas para grupos religiosos (sugestão de link)
Atividades Infantis para a Páscoa
Educação para convivência e a cooperação (o jogo, jogos cooperativos)
Brincar na Educação Física com qualidade...de vida !
Educando o nosso Lazer
Ludicidade como instrumento pedagógico
Origami (sugestões de sites)


JOGOS, BRINCADEIRAS E MÚSICAS
Atividades Aquáticas
Atividades para melhor idade
Atividades para Salão (ou dias de chuvas) - podem ser usadas em ônibus também
Atividades Pré-desportivas
Brincadeiras Populares
Grandes Jogos
Jogos de Quadra
Músicas para pré-escola
Músicas de Memorização
Músicas para Coordenação Motora
Músicas para grandes grupos
Músicas com Brincadeiras
Músicas Integrativas
Códigos do silêncio (técnicas de domínio de grupo)

PERGUNTAS E RESPOSTAS
A diferença entre Recreação e Lazer
Definição de tipos de jogos em recreação
Diferença entre recreação e atividades lúdicas
Cursos de recreação
Cursos de recreação para idosos
Cursos na área de recreação para turismo e hotelaria
A diferença entre recreador e monitor
Mestrado em recreação e lazer
Cargos, funções e utilização de recursos na recreação
Curso para recreação infantil
Recreador sem curso de turismo ou Educação física
A atuação do profissional de turismo na recreação
Estudante de educação física na área de recreação
Estudante de educação física pode trabalhar com recreação?
Montando um curso de recreação
Após o curso posso ser profissional de recreação ?
A recreação e a importância na formação do caráter infantil
Faculdade de Lazer, recreação e entretenimento
Número mínimo de recreadores para uma recreação
História das colônias de férias no Brasil
Primeiro acampamento no Brasil
Diferença entre acampamento e acantonamento
Planílha de custos de uma colônia de férias
Cobrança para colônia de férias
Montando uma colônia de férias no próprio espaço
Colônia de Férias para condomínio
Prestações de serviços em condomínios
Cálculo para prestação de serviços em recreação
Dicas para Iniciante em recreação
Recreacionista pode trabalhar em escola infantil ?
Colônia de Férias em Escola
Montando uma colônia de férias para empresa
Implantando uma colônia de férias
Quanto custa a montagem de uma empresa de recreação ?
Cronograma para aulas de recreação escolar
Para ministrar recreação é preciso ter algum curso ?
Inclusão da recreação na escola
Atividade lúdica que desenvolva o diálogo
A ludicidade está fora da realidade?
Montar uma Colônia de Férias
Colônias de férias e atividades para clubes
Atividades para clube no carnaval
Recreação em Clubes
A importância da recreação nos hotéis-fazenda
Recreação no âmbito hoteleiro
Implantação de idéias estruturais em hotel
Nova tendência de recreação para os hotéis
Eventos em Hotéis
Recreação em Hotel
Recreação em Hotéis
Recreação em Ônibus
Recreação em fazenda
Iniciação lúdica ao Taekwondo
Modelo de Projeto
Projeto de Recreação para escolas e condomínios fechados
Recreação em condomínios e a burocracia
Atividades recreacionais para empresas
Que tipo de empresa devo abrir para prestar serviços de recreação para terceiros ?
Recreação nas Empresas
Ludicidade no Futebol
Como fazer as crianças prestarem atenção nas brincadeiras
Como lidar com a dispersão dos alunos de 1ª a 4ª séries
Diviculdade de atenção para ouvir a explicação da atividade
Meninos só querem jogar bola e meninas nunca querem participar
Público em diversas faixas etárias e a dificuldade na participação
A influência da recreação na educação de um indivíduo
Jogos para noite e com lanternas
Recreação para fumantes
Brincadeiras de Equipe
Dinâmicas e atividades para serem usadas com idosos
Recreação e dinâmicas para terceira idade
Recreação voltada para o grupo da Melhor Idade
Atividades recreativas para o dia das mães
Relação da terceira idade x auto-estima x recreação
Dinâmicas para idosos
Onde comprar equipamentos recreativos
Brincadeiras para desenvolvimento motor e da lateralidade
O estudo do lazer e turismo
Apostilas para educação do profissional de recreação
Como montar um projeto para crianças com câncer
Recreação na quimioterapia
CD's de músicas recreativas
Músicas infantis gesticuladas
Brinquedo cantado
O que significa políticas públicas de lazer ?
A criança e os brinquedos populares
Pára-quedas grande e colorido
Recreação na praia
Recreando na praia
Qual e a relação entre recreação e lazer sob contexto educacional ?
Qual a importância e classificação dos jogos recreativos ?
Recreação" para portadores de deficiência
Atividade para criança com paralisia cerebral
Atividades recreativas para deficientes visuais
Recreação com deficientes físicos e mentais
Atividades recreativas para portadores de nessecidade especiais
Recreação para crianças especiais
Gincana para deficientes mentais
Gincana para deficientes visuais
Gincana para crianças de 5 anos, é possível ?
Jogos e atividades para trabalhar lateralidade, esquema corporal
Brincadeiras na piscina e quadra para 2-7 anos
Jogos para menores de 3 anos.
Recreação para 3 a 4 anos
Crianças de 3 anos e atividades culturais
Atividades com bola , música e outros para maternal
Recreação para o maternal
Recreação para maternal e pré
Atividades para recreação na pré-escola
Recreação para crianças de 7 a 12 anos
Brincadeiras para idades de 1-5 anos em festas
Recreação para adolescentes entre 15 á 18 anos
Jogos pré-desportivos
Jogos ao ar livre
Atividade recreativa para alunos do ensino médio
Por que dividir a turma por sexo na recreação ?
Qual a contribuição da recreação para a humanidade atual?
Recreação hospitalar
Recreação hospitalar para aidéticos
Recreação como forma de socialização no ensino fundamental
Trabalho de recreação com crianças que se afastam dos outros colegas
Recreação como forma de interação no grupo na educação infantil
Que reações neurofisiológicas ocorrem no corpo durante a recreação ?
Uma atividade induzida ou forçada pode ser considerada recreação ?
Músicas Novas
CD's de músicas recreativas
Qual a idade para trabalhar recreação?
Recreação para grupo pequeno após a escola
Criança prefere o futebol a recreação
Atividades mais agressivas (de alto desenvolvimento motor)
Jogos para atores e não atores
Recreação em museus
Recreação como forma de erradicar o trabalho infantil
Gincana aquática
Como se planeja e/ou elabora uma gincana cultural?
Gincanas em escolas
Quais são os tipos de recreação utilizados em acampamentos?
A atuação do recreador em parques temáticos
Recreação com motivação do professor e do aluno
Recreador ensinando a perder e a ganhar
A influência de atividades recreativas na educação ambiental
Atividades recreativas relacionadas com a fauna e a flora
Recreação em Festa Junina
Interferências das propostas lúdicas no desenvolvimento das crianças
Crianças Hiperativas
Dinâmicas para auto-conhecimento infantil
Meu método é o tradicional, como ser menos tímida no trato com as crianças ?
Relação da educação motora com a recreação e lazer
Atividades lúdicas para se trabalhar o equilíbrio e a coordenação motora ampla
Atividades recreativas para o desenvolvimento empresarial
Brincadeiras de recreio para pré-escolares
Dinâmica sobre segurança
Plano de Aula desenvolvimentista
Como tornar o trabalho da recreação mais original ?
Recreação para as refeições
Seminário de esporte e ritmo
Jogos Noturnos
Recreação em área aberta
Recreação na hemodiálise
O recreio dirigido
Atividades recreativas para adultos que resgate a infância
Quando a brincadeira é dirigida, perde seu caráter ?
Programa de recreação para spa holístico
Como trabalhar com crianças carentes ?
Crianças que praticam recreação são mais extrovertidas ?
Recreação em comunidade indígena
Como preparar para a recreação ?



Lico Fernandes

DINÂMICAS DE GRUPO

As dinâmicas são instrumentos, ferramentas que estão dentro de um processo de formação e organização, que possibilitam a criação e recriação do conhecimento.

Para que servem:

- Para responder a interrogações: o que pensam as pessoas, o que sentem, o que vivem e sofrem.
- Para desenvolver um caminho de teorização sobre esta prática como processo sistemático, ordenado e progressivo.
- Para retornar à prática, transformá-la, redimensioná-la.
- Para incluir novos elementos que permitem explicar e entender os processos vividos.

As técnicas participativas geram um processo de aprendizagem libertador porque permitem:

1. Desenvolver um processo colectivo de discussão e reflexão.
2. Ampliar o conhecimento individual, colectivo, enriquecendo seu potencial e conhecimento.
3. Possibilita criação, formação, transformação e conhecimento, onde os participantes são sujeitos de sua elaboração e execução.

Uma técnica por si mesma não é formativa, nem tem um carácter pedagógico. Para que uma técnica sirva como ferramenta educativa deve ser utilizada em função de temas específicos, com objectivos concretos e aplicados de acordo com os participantes com os quais esteja trabalhando
.


Os elementos de uma dinâmica


Objectivos: Quem vai aplicar a dinâmica deve ter claro o que se quer alcançar.

Materiais - Recursos: Que ajudem na execução e na aplicação da dinâmica (TV, vídeo, som, papel, tinta, mapas...). Outros recursos que podem ser utilizados em grupos grandes são o retroprojetor, exposições dialogadas, além de técnicas de teatro, tarjetas e cartazes.

Ambiente - Clima: O local deve ser preparado de acordo, para que possibilite a aplicação da dinâmica (amplo, fechado, escuro, claro, forrado, coberto...), onde as pessoas consigam “entrar” no que está sendo proposto.

Tempo determinado: Deve ter um tempo aproximado, com início, meio e fim.

Passos: Deve-se ter clareza dos momentos necessários, para o seu desenvolvimento, que permitam chegar ao final de maneira gradual e clara.

Número de participantes: Ajudará a ter uma previsão do material e do tempo para o desenvolvimento da dinâmica.

Perguntas e conclusões: Que permita resgatar a experiência, avaliando: o que foi visto; os sentimentos; o que aprendeu; o momento da síntese final, dos encaminhamentos, permitem atitudes avaliativas e de encaminhamentos.

Tipos de técnicas/dinâmicas

Técnica quebra gelo

- Ajuda a tirar as tensões do grupo, desinibindo as pessoas para o encontro.
- Pode ser uma brincadeira onde as pessoas se movimentam e se descontraem.
- Resgata e trabalha as experiências de criança.
- São recursos que quebram a seriedade do grupo e aproximam as pessoas.

Técnica de apresentação

- Ajuda a apresentar-se uns aos outros. Possibilitando descobrir: quem sou, de onde venho, o que faço, como e onde vivo, o que gosto, sonho, sinto e penso... Sem máscaras e subterfúgios, mas com autenticidade e sem violentar a vontade das pessoas.
Exige diálogo verdadeiro, onde partilho o que posso e quero ao novo grupo.
- São as primeiras informações da minha pessoa.
- Precisa ser desenvolvida num clima de confiança e descontracção.
- O momento para a apresentação, motivação e integração. É aconselhável que sejam utilizadas dinâmicas rápidas, de curta duração.





Técnica de integração

- Permite analisar o comportamento pessoal e de grupo. A partir de exercícios bem específicos, que possibilitam partilhar aspectos mais profundos das relações interpessoais do grupo.
- Trabalhar a interacção, comunicação, encontros e desencontros do grupo.
- Ajuda a sermos vistos pelos outros na interacção de grupo e como nos vemos a nós mesmos. O diálogo profundo no lugar da indiferença, discriminação, desprezo, vividos pelos participantes em suas relações.
- Os exercícios interpelam as pessoas a pensar suas atitudes e seu ser em relação.

Técnicas de animação e relaxamento

- Tem como objectivo eliminar as tensões, soltar o corpo, voltar-se para si e dar-se conta da situação em que se encontra, focalizando cansaço, ansiedade, fadigas etc. Elaborando tudo isso para um encontro mais activo e produtivo.
- Estas técnicas facilitam um encontro entre pessoas que se conhecem pouco e quando o clima de grupo é muito frio e impessoal.
- Devem ser usadas quando necessitam romper o ambiente frio e impessoal ou quando se está cansado e necessita retomar uma actividade. Não para preencher algum vazio no encontro ou tempo que sobra.

Técnica de capacitação

- Deve ser usada para trabalhar com pessoas que já possuem alguma prática de animação de grupo.
- Possibilita a revisão, a comunicação e a percepção do que fazem os destinatários, a realidade que os rodeia.
- Amplia a capacidade de escutar e observar.
- Facilita e clareia as atitudes dos animadores para que orientem melhor seu trabalho de grupo, de forma mais clara e livre com os grupos.
- Quando é proposto o tema/conteúdo principal da actividade, devem ser utilizadas dinâmicas que facilitem a reflexão e o aprofundamento; são, geralmente, mais demoradas.

Litúrgicas

- Possibilitam aos participantes uma vivência e uma experiência da mística, do sagrado.
- Facilitam o diálogo com as leituras bíblias, com os participantes e com Deus.
- Ajudam a entrar no clima da verdadeira experiência e não somente a racionalização.

O que e Atividade Lúdica



O lúdico tem sua origem na palavra latina "ludus" que quer dizer "jogo".Se se achasse confinado a sua origem, o termo lúdico estaria se referindo apenas ao jogar, ao brincar, ao movimento espontâneo. A evolução semântica da palavra "lúdico", entretanto, não parou apenas nas suas origens e acompanhou as pesquisas de Psicomotricidade. O lúdico passou a ser reconhecido como traço essencial de psicofisiologia do comportamento humano. De modo que a definição deixou de ser o simples sinônimo de jogo. As implicações da necessidade lúdica extrapolaram as demarcações do brincar espontâneo. Passando a necessidade básica da personalidade, do corpo e da mente. O lúdico faz parte das atividades essenciais da dinâmica humana. Caracterizando-se por ser espontâneo funcional e satisfatório.



Segundo Luckesi são aquelas atividades que propiciam uma experiência de plenitude, em que nos envolvemos por inteiro, estando flexíveis e saudáveis. Para Santin, são ações vividas e sentidas, não definíveis por palavras, mas compreendidas pela fruição, povoadas pela fantasia, pela imaginação e pelos sonhos que se articulam como teias urdidas com materiais simbólicos. Assim elas não são encontradas nos prazeres estereotipados, no que é dado pronto, pois, estes não possuem a marca da singularidade do sujeito que as vivencia. Na atividade lúdica, o que importa não é apenas o produto da atividade, o que dela resulta, mas a própria ação, o momento vivido. Possibilita a quem a vivencia, momentos de encontro conseguem e com o outro, momentos de fantasia e de realidade, de ressignificação e percepção, momentos de autoconhecimento e conhecimento do outro, de cuidar de si e olhar para o outro, momentos de vida. Uma aula com características lúdicas não precisa ter jogos ou brinquedos. O que traz ludicidade para a sala de aula é muito mais uma "atitude" lúdica do educador e dos educando. Assumir essa postura implica sensibilidade, envolvimento, uma mudança interna, e não apenas externa, implica não somente uma mudança cognitiva, mas, principalmente, uma mudança afetiva. A ludicidade exige uma predisposição interna, o que não se adquire apenas com a aquisição de conceitos, de conhecimentos, embora estes sejam muito importantes. Uma fundamentação teórica consistente dá o suporte necessário ao professor para o entendimento dos porquês de seu trabalho

O Aconselhamento Começa pela Comunidade

A informação comunitária e o aconselhamento de clientes são atividades paralelas. Quanto mais informadas estiverem as pessoas antes do aconselhamento individual, mais este aconselhamento pode ajudar as clientes a tomar decisões informadas que atendam realmente às suas necessidades.

Por que dar palestras e promover grupos de discussão na comunidade?

• Para informar mais pessoas de uma só vez e, assim, poupar tempo.

• Para informar a comunidade sobre os serviços disponíveis.

• Para estimular as pessoas a pensar sobre suas opções antes mesmo de falar com um profissional de saúde.

• Para deixar mais tempo no aconselhamento para tratar de cada necessidade da cliente e ajudá-la a entender as instruções.

• Para responder perguntas que as pessoas são muito tímidas para fazer.

• Para dar início em uma discussão permanente na comunidade.

• Para criar um entendimento comum entre as pessoas. Isso ajuda a evitar boatos.

• Para conscientizar as pessoas cujo comportamento sexual é cheio de riscos, estimulando-as a um comportamento mais seguro.

• Para ajudar as pessoas a compartilhar suas experiências e apoiar-se mutuamente nas decisões de saúde.

Quando e Onde?

• Quando os grupos comunitários se reúnem.

• Nos locais de trabalho ou nas escolas.

• Em reuniões públicas especialmente planejadas.

• Em outros eventos públicos tais como jogos esportivos, feiras, exposições.

• Nas salas de espera de clínicas ou postos de saúde.

Dicas de palestras e discussões

• Descubra com antecedência quem será seu público, o que eles já sabem e o que eles gostariam de saber.

• Prepare-se para a apresentação. Estabeleça metas, pontos principais e algumas questões para discussão. Planeje o seu tempo.

• Para começar, apresente-se e apresente o tema.

• Faça algo para deixar as pessoas à vontade. Em grupos pequenos, você pode começar com uma dinâmica de grupo ou pedir às pessoas para se apresentarem.

• Comece a discussão dando informações simples e claras.

• Use palavras que todos entendam.

• Use materiais audio-visuais (veja figuras 2 e 3) inclusive amostras de anticoncepcionais (se for o caso).

• Procure manter ativa a discussão. Olhe nos olhos dos participantes, estimule a participação de todos com perguntas e comentários. Faça perguntas aos participantes, com cuidado e tato.

• Convide as pessoas a falar de suas próprias experiências.

• Se a discussão mudar de rumo e ficar muito vaga, procure trazer o grupo de volta fazendo uma pergunta adequada.

• Faça um resumo dos pontos mais importantes discutidos, tanto durante como no final da reunião. 

• Ao final, sugira uma ação importante que cada pessoa presente possa executar, por exemplo, cada participante pode se comprometer a contar a uma outra pessoa da comunidade algo que tenha aprendido na reunião.


A Depressão e a Neurose na Terceira Idade

A depressão é a principal doença mental da terceira idade.Este seja um dos mais importantes sintomas psicológicos que atinge as pessoas na idade adulta, não só por sua grande freqüência, mas também por suas importantes conseqüências sobre todo o organismo. É uma situação que pode se confundir com uma série de doenças, sendo em geral muito mal orientada em nosso meio.

Caracteriza-se principalmente por um estado de humor deprimido, melancólico. Na idade adulta o estresse é uma das principais causas da depressão. A solidão, a inatividade, as perdas de entes queridos estão entre as principais causas de depressão na Terceira Idade.

Mas a depressão pode também se manifestar através de agitação ou agressividade. A insônia é um importante sintoma de depressão. O estado depressivo freqüentemente é acompanhado de ansiedade e de tensão muscular, podendo ocorrer dores musculares que se situam em geral nas costas ou na nuca. Freqüentemente ocorrem dores de cabeça. O deprimido pode ter tremores nas mãos, palpitações e sudorese, o que pode confundir-se com outras situações médicas.

Freqüentemente, o quadro depressivo é devido à utilização de remédios, principalmente o uso prolongado de tranqüilizantes. Não é raro encontrarmos pessoas medicadas há vários anos com substância psicotrópica ou tranqüilizante, e que passam a sentir sintomas depressivos, perda de memória, desânimo, etc. Nestes casos a suspensão da medicação provoca o desaparecimento da depressão. A retirada da medicação deve ser feita com cuidado, pois pode ocorrer o fenômeno da dependência. Além dos tranqüilizantes, vários remédios cardiológicos, anti-reumáticos, antialérgicos, e antiinflamatórios também podem provocar depressão. Dentre estas medicações destacam-se corticóides, beta-bloqueadores e vasodilatadores cerebrais.

Algumas doenças são acompanhadas de depressão, destacando-se o hipotireoidismo, o que mostra a importância de sempre ser feita uma minuciosa avaliação clínica em toda pessoa com sintomas depressivos.

A depressão produz com freqüência uma queda em nossa imunidade, diminuindo nossa resistência física às doenças, com destaque para as infecciosas e o câncer. A depressão severa na pessoa idosa pode apresentar um estado confusional semelhante a que ocorre com a demência.

Em toda situação de depressão a abordagem médica deve ser muito cuidadosa sendo fundamental um detalhado levantamento de dados pessoais, tipo de medicamentos utilizados e antecedentes de problemas psicológicos.

Um exame clínico completo associado à avaliação psiquiátrica e neurológica são indispensáveis.

A utilização de medicação antidepressiva em muitas situações é útil, mas sempre sob rigoroso critério médico. Algumas substâncias antidepressivas (tricíclicos, tetracíclicos e inibidores da MAO - monoaminooxidase) podem provocar efeitos secundários como alterações da pressão arterial e problemas cardíacos. Recentemente foram desenvolvidas substâncias que atuam no metabolismo da serotonina (fluxetina, paroxetina, sertralina, nezazodona, etc.), que é um hormônio que existe dentro das células nervosas. Estas substâncias formam os antidepressivos de última geração, que produzem poucos efeitos colaterais e podem ser administrados em dose única diária.

A medicação antidepressiva é importante, mas a abordagem psicológica é fundamental. A terapia ocupacional produz bons resultados em grande número de situações. A realização de atividade física regular é muito eficiente no tratamento da depressão.

Há sempre que se avaliar a pessoa no tempo e de uma maneira mais abrangente possível. Não é raro que a depressão faça parte de uma situação antiga, estrutural, que apresenta eventuais episódios de piora. Nestas situações é fundamental a avaliação psiquiátrica. A neurose é uma designação ampla para diversas situações psicológicas que não apresentam características psicóticas. Entre as principais manifestações neuróticas da terceira idade estão a ansiedade, o nervosismo e fobias. São em geral transtornos mentais transitórios. É uma das principais causas que levam à aposentadoria por invalidez. A manifestação neurótica pode se confundir algumas vezes com uma doença mental psicótica, como a esquizofrenia, e mesmo com a demência. Outras vezes encontra-se uma neurose , como a ansiedade, associada a uma demência, atuando com um fator agravante. Com muita freqüência as psicoses são também associadas à ansiedade.

Na realidade qualquer doença pode se acompanhar de um componente emocional e eventualmente pode estar alterada pelo mesmo.

Atendimento Domiciliar - Home Care


O atendimento domiciliar deriva do atendimento particular, proporcionando comodidade, exclusividade e segurança para qualquer pessoa, tanto para as que possuem dificuldade em sua mobilidade quanto para aquelas que preferem um atendimento mais exclusivo como uma alternativa para não enfrentar as dificuldades do trânsito de hoje em dia.

Terapia Ocupacional estimula a promoção da autonomia e independência através das Atividades de Vida Diária quer sejam elas básicas (higiene, alimentação, vestuário e locomoção), de lazer, instrumentais ou práticas, otimizando o gerenciamento da vida do paciente/cliente relacionando o meio em que ele vive, promovendo, prevenindo e mantendo a saúde, a qualidade de vida e o seu bem estar


O terapeuta ocupacional orienta, estimula, treina, supervisiona e analisa o paciente/cliente em suas atividades, sempre visando às características motoras, sensoriais, perceptivas, funcionais, emocionais e sociais do individuo. Ele também adapta utensílios e instrumentos que serão necessários na utilização de várias atividades significativas, além da adaptação do mobiliário e do espaço físico do domiciliar.

Terapia Ocupacional


A Terapia Ocupacional
pode promover o seu bem estar. quer saber como?

Quando a Depressão dificulta à participação e o cumprimento das atividades cotidianas e as “coisas” começam a perder o sentido;
Quando a Memória “falha” devido o processo do envelhecimento;
Quando o Stress atrapalha o desempenho e o comportamento no trabalho e em casa;
Quando um Derrame impede a pessoa de realizar uma simples tarefa do dia a dia, como escovar os dentes;
Quando uma Pessoa com Necessidades Especiais precisa expandir a sua participação e seu desempenho em vários domínios do bem estar;
Quando uma Dor física ou Acidente inviabiliza os movimentos de algum segmento corporal;

O profissional terapeuta ocupacional, avalia, prioriza, cria e reorganiza rotinas que estimulam a recuperação, [Re]habilitando pessoas para as suas “antigas” e novas atividades.

Terapia Ocupacional é fundamentada na compreensão de que o envolvimento em ocupações, estrutura a vida cotidiana e contribui para a saúde e para o bem-estar.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA TERCEIRA IDADE


Para se manter saudável nesta fase da vida é fundamental que faça uma alimentação completa, equilibrada e variada, com todos os grupos da pirâmide alimentar, ingerindo as doses diárias recomendadas de cada um dos nutrientes.

Grande parte dos idosos tem dificuldades de mastigação e de digestão, por isso, é essencial que faça refeições saudáveis e saborosas, fáceis de mastigar, engolir e digerir, para que se sinta bem diariamente.

Como as necessidades calóricas diminuem com a idade, a sua alimentação deve incluir alimentos de pouco volume e calorias concentradas, que sejam ricos em proteínas, vitaminas e minerais.

Devemos lembrar que, durante o processo de envelhecimento, é importante manter um peso estável e saudável, para que não haja um aumento excessivo da gordura corporal e todos os problemas de saúde que lhe estão associados ou, pelo contrário, carência de determinados nutrientes vitais, que o podem deixar mal nutrido.

Além de todas as mudanças acima referidas, os idosos sofrem uma diminuição de algumas capacidades sensoriais. A capacidade das pupilas gustativas tende a diminuir com a idade, o que o pode levar a preferir comidas muito doces, ingerindo uma quantidade excessiva de açúcar, ou muito salgadas, o que pode contribuir para a hipertensão. O seu olfacto e visão também tendem a diminuir, podendo levá-lo a preferir comidas com odores fortes ou até a perder o apetite.

Tenha muita atenção às alterações que vão ocorrendo no seu corpo com o avançar da idade e procure sempre fazer uma alimentação saborosa, mas ao mesmo tempo saudável. O seu paladar agradece e o seu corpo também.

  
10 PASSOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NA TERCEIRA IDADE:

1º passo: Aumente e varie o consumo de frutas, legumes e verduras. Coma-os 5 vezes por dia.
2º passo: Coma feijão pelo menos 1 vez por dia, no mínimo 4 vezes por semana.
3º passo: Reduza o consumo de alimentos gordurosos, como carne com gordura aparente, salsicha, mortadela, frituras e salgadinhos, para no máximo 1 vez por semana.
4º passo: Reduza o consumo de sal. Tire o saleiro da mesa.
5º passo: Faça pelo menos 3 refeições e 1 lanche por dia. Não pule as refeições. 
6º passo: Reduza o consumo de doces, bolos, biscoitos e outros alimentos ricos em açúcar para no máximo 2 vezes por semana.
7º passo: Reduza o consumo de álcool e refrigerantes. Evite o consumo diário. A melhor bebida é a água.
8º passo: Aprecie a sua refeição. Coma devagar.
9º passo: Mantenha o seu peso dentro dos limites saudáveis.
10º passo: Seja ativo. Acumule 30 minutos de atividade física todos os dias. Caminhe no seu bairro. Não passe muitas horas assistindo TV. 
 
Lembre-se de que não existe o mito em que o idoso “come menos” ou “não tem apetite”. Uma alimentação saudável depende de quão prazerosa se torna esta atividade. Independente de patologias que necessitam de dietas, como hipertensão arterial, diabetes ou colesterol alto, ou dificuldades impostas pela sua idade, procure um profissional de saúde que estará apto a reconhecer tais obstáculos e ajudá-lo a manter a melhor qualidade de vida possível e merecida por você.

Juliana Fernandes
Nutricionista

Não é o dinheiro, estúpido


Não paute sua vida pelo dinheiro: seja fascinado pelo realizar e o dinheiro virá como consequência

SOU, COM FREQUÊNCIA, chamado a fazer palestras para turmas de formandos. Orgulha-me poder orientar jovens em seus primeiros passos profissionais.

Há uma palestra que alguns podem conhecer já pela web, mas queria compartilhar seus fundamentos com os leitores da coluna.

Sempre digo que a atitude quente é muito mais importante do que o conhecimento frio.

Acumular conhecimento é nobre e necessário, mas sem atitude, sem personalidade, você, no fundo, não será muito diferente daquele personagem de Charles Chaplin apertando parafusos numa planta industrial do século passado.

É preciso, antes de tudo, se envolver com o trabalho, amar o seu ofício com todo o coração.

Não paute sua vida nem sua carreira pelo dinheiro. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como consequência.

Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser um grande bandido ou um grande canalha. Napoleão não conquistou a Europa por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro.

E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar. Tudo o que fica pronto na vida foi antes construído na alma.

A propósito, lembro-me de um diálogo extraordinário entre uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar dos leprosos, diz: "Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo". E ela responde: "Eu também não, meu filho".

Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar e realizar têm trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.

Meu segundo conselho: pense no seu país. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si.

Era muito difícil viver numa nação onde a maioria morria de fome e a minoria morria de medo. Hoje o país oferece oportunidades a todos.

A estabilidade econômica e a democracia mostraram o óbvio: que ricos e pobres vão enriquecer juntos no Brasil. A inclusão é nosso único caminho. Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu vomito. É exatamente isso que está escrito na carta de Laodiceia.

É preferível o erro à omissão; o fracasso ao tédio; o escândalo ao vazio. Porque já li livros e vi filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso (ou narra e fica muito chato!).

Colabore com seu biógrafo: faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido.

Tenho consciência de que cada homem foi feito para fazer história.

Que todo homem é um milagre e traz em si uma evolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro.

Você foi criado para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, caminhando sempre com um saco de interrogações numa mão e uma caixa de possibilidades na outra. Não dê férias para os seus pés.

Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: "Eu não disse? Eu sabia!".

Toda família tem um tio batalhador e bem de vida que, durante o almoço de domingo, tem de aguentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo o que faria, apenas se fizesse alguma coisa.

Chega dos poetas não publicados, de empresários de mesa de bar, de pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta à noite, todo sábado e todo domingo, mas que na segunda-feira não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansiar, não sabem perder a pose, não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar.

Só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão. E isso se chama "sucesso".

Seja sempre você mesmo, mas não seja sempre o mesmo.

Tão importante quanto inventar-se é reinventar-se. Eu era gordo, fiquei magro. Era criativo, virei empreendedor. Era baiano, virei também carioca, paulista, nova-iorquino, global.

Mas o mundo só vai querer ouvir você se você falar alguma coisa para ele. O que você tem a dizer para o mundo?


NIZAN GUANAES, publicitário e presidente do Grupo ABC

Cursos e Palestras ( RECICLAGEM )

Cursos e Palestras ( RECICLAGEM )
Informações e reservas