11 de ago de 2011

Animação para Melhor Idade (Educação Social e Saúde)

ObjetivoConhecer as etapas de desenvolvimento de atividades lúdicas de animação de grupos;
Conhecer as abordagens de atividades lúdicas para idosos, bem como as possibilidades e limites na aplicação das mesmas.

Carga Horária20 horas – Modalidade Semipresencial

Público-alvoEstudantes, profissionais envolvidos com cuidado na terceira idade ou com atividades recreativas para este público e pessoas da sociedade civil sensíveis aos temas propostos.

Conteúdo programático
Módulo Presencial – 10h

Importância da ludicidade e animação;
Integração/sensibilização;
Cooperação e competição nas atividades de animação;
Atividades físicas e recreativas aplicadas para a melhor idade;
Cuidados com a saúde do público da melhor idade;
Benefícios para a saúde física e mental do idoso;
Noções básicas de almoxarifado para as atividades;
Atividades práticas.



Recreação e Lazer
ARTIGOS E ATIVIDADES RECREATIVAS
História da Recreação
Classificação de atividades Recreativas
Amigo Oculto ou Secreto
Colônias de Férias
Temas para Festas Recreativas (deixe sua idéia !)
A recreação na terceira idade
Dinâmica de Grupo - O Presente
Dinâmica do "O que você parece pra mim..."
Dinâmica do beijo
Dinâmica "Tiro pela Culatra"
Dinâmica do Sociograma
Dinâmica do Emboladão
Dinâmica do Sentar-se no Colo
Dinâmica do "João Bobo"
Dinâmica do Nome
Dinâmica do "Escravos de Jó"
Dinâmica da "Escultura"
Dinâmica da "Sensibilidade"
Dinâmica do"Mestre"
Dinâmica do "Rolo de Barbante"
Dinâmica do "Substantivo"
Dinâmica da"Verdade ou Consequência? "
Dinâmica do " Qualidade"
Dinâmica do " Pegadinha do Animal"
Dinâmica da História da "Máquina Registrada"
Dinâmica: Medo de desafios
Dinâmica: Sorriso Milionário
Dinâmica: Verificação se aprendeu o conteúdo explicado na sala de aula ou dentro de um módulo
Dinâmica: do 1, 2, 3
Dinâmica: Dinâmica do Amor
Dinâmica: “Convivendo com Máscaras”
Dinâmica: “dos Problemas”
Dinâmica: “ Cabra cega no curral”
Dinâmica: “ das diferenças”
Dinâmica: “ Auxílio mútuo”
Dinâmica: “ Urso de pelúcia”
Dinâmica: “ DNA/Herança Genética”
Dinâmica: O feitiço virou contra o feiticeiro
Dinâmica: " da Historinha"
Dinâmica: " Recital das Almas Gêmeas"
Dinâmica: "Para quem você tira o chapéu"
Dinâmica: "Chupa ai"
Dinâmica: "do papel"
Dinâmica: dança da cadeira cooperativa
Dinâmica: " da rosa" (infantil)
Dinâmica: "O feitiço virou contra o feitiçeiro"
Dinâmica: " do deficiente visual"
Dinâmica: "sonhos"
Dinâmica: "Sombra"
Dinâmica: "Patinho Feio"
Dinâmica: "Salada de Frutas"
Dinâmica: "das partes do corpo"
Dinâmica: "Descobrindo as qualidades"
Dinâmica: "do Estetoscópio" (para trilhas ao ar livre)
Dinâmica: "qualidades e defeitos"
Dinâmica: "Conheço meu filho"
Dinâmica: "do General
Dinâmicas para grupos religiosos (sugestão de link)
Atividades Infantis para a Páscoa
Educação para convivência e a cooperação (o jogo, jogos cooperativos)
Brincar na Educação Física com qualidade...de vida !
Educando o nosso Lazer
Ludicidade como instrumento pedagógico
Origami (sugestões de sites)


JOGOS, BRINCADEIRAS E MÚSICAS
Atividades Aquáticas
Atividades para melhor idade
Atividades para Salão (ou dias de chuvas) - podem ser usadas em ônibus também
Atividades Pré-desportivas
Brincadeiras Populares
Grandes Jogos
Jogos de Quadra
Músicas para pré-escola
Músicas de Memorização
Músicas para Coordenação Motora
Músicas para grandes grupos
Músicas com Brincadeiras
Músicas Integrativas
Códigos do silêncio (técnicas de domínio de grupo)

PERGUNTAS E RESPOSTAS
A diferença entre Recreação e Lazer
Definição de tipos de jogos em recreação
Diferença entre recreação e atividades lúdicas
Cursos de recreação
Cursos de recreação para idosos
Cursos na área de recreação para turismo e hotelaria
A diferença entre recreador e monitor
Mestrado em recreação e lazer
Cargos, funções e utilização de recursos na recreação
Curso para recreação infantil
Recreador sem curso de turismo ou Educação física
A atuação do profissional de turismo na recreação
Estudante de educação física na área de recreação
Estudante de educação física pode trabalhar com recreação?
Montando um curso de recreação
Após o curso posso ser profissional de recreação ?
A recreação e a importância na formação do caráter infantil
Faculdade de Lazer, recreação e entretenimento
Número mínimo de recreadores para uma recreação
História das colônias de férias no Brasil
Primeiro acampamento no Brasil
Diferença entre acampamento e acantonamento
Planílha de custos de uma colônia de férias
Cobrança para colônia de férias
Montando uma colônia de férias no próprio espaço
Colônia de Férias para condomínio
Prestações de serviços em condomínios
Cálculo para prestação de serviços em recreação
Dicas para Iniciante em recreação
Recreacionista pode trabalhar em escola infantil ?
Colônia de Férias em Escola
Montando uma colônia de férias para empresa
Implantando uma colônia de férias
Quanto custa a montagem de uma empresa de recreação ?
Cronograma para aulas de recreação escolar
Para ministrar recreação é preciso ter algum curso ?
Inclusão da recreação na escola
Atividade lúdica que desenvolva o diálogo
A ludicidade está fora da realidade?
Montar uma Colônia de Férias
Colônias de férias e atividades para clubes
Atividades para clube no carnaval
Recreação em Clubes
A importância da recreação nos hotéis-fazenda
Recreação no âmbito hoteleiro
Implantação de idéias estruturais em hotel
Nova tendência de recreação para os hotéis
Eventos em Hotéis
Recreação em Hotel
Recreação em Hotéis
Recreação em Ônibus
Recreação em fazenda
Iniciação lúdica ao Taekwondo
Modelo de Projeto
Projeto de Recreação para escolas e condomínios fechados
Recreação em condomínios e a burocracia
Atividades recreacionais para empresas
Que tipo de empresa devo abrir para prestar serviços de recreação para terceiros ?
Recreação nas Empresas
Ludicidade no Futebol
Como fazer as crianças prestarem atenção nas brincadeiras
Como lidar com a dispersão dos alunos de 1ª a 4ª séries
Diviculdade de atenção para ouvir a explicação da atividade
Meninos só querem jogar bola e meninas nunca querem participar
Público em diversas faixas etárias e a dificuldade na participação
A influência da recreação na educação de um indivíduo
Jogos para noite e com lanternas
Recreação para fumantes
Brincadeiras de Equipe
Dinâmicas e atividades para serem usadas com idosos
Recreação e dinâmicas para terceira idade
Recreação voltada para o grupo da Melhor Idade
Atividades recreativas para o dia das mães
Relação da terceira idade x auto-estima x recreação
Dinâmicas para idosos
Onde comprar equipamentos recreativos
Brincadeiras para desenvolvimento motor e da lateralidade
O estudo do lazer e turismo
Apostilas para educação do profissional de recreação
Como montar um projeto para crianças com câncer
Recreação na quimioterapia
CD's de músicas recreativas
Músicas infantis gesticuladas
Brinquedo cantado
O que significa políticas públicas de lazer ?
A criança e os brinquedos populares
Pára-quedas grande e colorido
Recreação na praia
Recreando na praia
Qual e a relação entre recreação e lazer sob contexto educacional ?
Qual a importância e classificação dos jogos recreativos ?
Recreação" para portadores de deficiência
Atividade para criança com paralisia cerebral
Atividades recreativas para deficientes visuais
Recreação com deficientes físicos e mentais
Atividades recreativas para portadores de nessecidade especiais
Recreação para crianças especiais
Gincana para deficientes mentais
Gincana para deficientes visuais
Gincana para crianças de 5 anos, é possível ?
Jogos e atividades para trabalhar lateralidade, esquema corporal
Brincadeiras na piscina e quadra para 2-7 anos
Jogos para menores de 3 anos.
Recreação para 3 a 4 anos
Crianças de 3 anos e atividades culturais
Atividades com bola , música e outros para maternal
Recreação para o maternal
Recreação para maternal e pré
Atividades para recreação na pré-escola
Recreação para crianças de 7 a 12 anos
Brincadeiras para idades de 1-5 anos em festas
Recreação para adolescentes entre 15 á 18 anos
Jogos pré-desportivos
Jogos ao ar livre
Atividade recreativa para alunos do ensino médio
Por que dividir a turma por sexo na recreação ?
Qual a contribuição da recreação para a humanidade atual?
Recreação hospitalar
Recreação hospitalar para aidéticos
Recreação como forma de socialização no ensino fundamental
Trabalho de recreação com crianças que se afastam dos outros colegas
Recreação como forma de interação no grupo na educação infantil
Que reações neurofisiológicas ocorrem no corpo durante a recreação ?
Uma atividade induzida ou forçada pode ser considerada recreação ?
Músicas Novas
CD's de músicas recreativas
Qual a idade para trabalhar recreação?
Recreação para grupo pequeno após a escola
Criança prefere o futebol a recreação
Atividades mais agressivas (de alto desenvolvimento motor)
Jogos para atores e não atores
Recreação em museus
Recreação como forma de erradicar o trabalho infantil
Gincana aquática
Como se planeja e/ou elabora uma gincana cultural?
Gincanas em escolas
Quais são os tipos de recreação utilizados em acampamentos?
A atuação do recreador em parques temáticos
Recreação com motivação do professor e do aluno
Recreador ensinando a perder e a ganhar
A influência de atividades recreativas na educação ambiental
Atividades recreativas relacionadas com a fauna e a flora
Recreação em Festa Junina
Interferências das propostas lúdicas no desenvolvimento das crianças
Crianças Hiperativas
Dinâmicas para auto-conhecimento infantil
Meu método é o tradicional, como ser menos tímida no trato com as crianças ?
Relação da educação motora com a recreação e lazer
Atividades lúdicas para se trabalhar o equilíbrio e a coordenação motora ampla
Atividades recreativas para o desenvolvimento empresarial
Brincadeiras de recreio para pré-escolares
Dinâmica sobre segurança
Plano de Aula desenvolvimentista
Como tornar o trabalho da recreação mais original ?
Recreação para as refeições
Seminário de esporte e ritmo
Jogos Noturnos
Recreação em área aberta
Recreação na hemodiálise
O recreio dirigido
Atividades recreativas para adultos que resgate a infância
Quando a brincadeira é dirigida, perde seu caráter ?
Programa de recreação para spa holístico
Como trabalhar com crianças carentes ?
Crianças que praticam recreação são mais extrovertidas ?
Recreação em comunidade indígena
Como preparar para a recreação ?



Lico Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não é o dinheiro, estúpido


Não paute sua vida pelo dinheiro: seja fascinado pelo realizar e o dinheiro virá como consequência

SOU, COM FREQUÊNCIA, chamado a fazer palestras para turmas de formandos. Orgulha-me poder orientar jovens em seus primeiros passos profissionais.

Há uma palestra que alguns podem conhecer já pela web, mas queria compartilhar seus fundamentos com os leitores da coluna.

Sempre digo que a atitude quente é muito mais importante do que o conhecimento frio.

Acumular conhecimento é nobre e necessário, mas sem atitude, sem personalidade, você, no fundo, não será muito diferente daquele personagem de Charles Chaplin apertando parafusos numa planta industrial do século passado.

É preciso, antes de tudo, se envolver com o trabalho, amar o seu ofício com todo o coração.

Não paute sua vida nem sua carreira pelo dinheiro. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como consequência.

Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser um grande bandido ou um grande canalha. Napoleão não conquistou a Europa por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro.

E, geralmente, os que só pensam nele não o ganham. Porque são incapazes de sonhar. Tudo o que fica pronto na vida foi antes construído na alma.

A propósito, lembro-me de um diálogo extraordinário entre uma freira americana cuidando de leprosos no Pacífico e um milionário texano. O milionário, vendo-a tratar dos leprosos, diz: "Freira, eu não faria isso por dinheiro nenhum no mundo". E ela responde: "Eu também não, meu filho".

Não estou fazendo com isso nenhuma apologia à pobreza, muito pelo contrário. Digo apenas que pensar e realizar têm trazido mais fortuna do que pensar em fortuna.

Meu segundo conselho: pense no seu país. Porque, principalmente hoje, pensar em todos é a melhor maneira de pensar em si.

Era muito difícil viver numa nação onde a maioria morria de fome e a minoria morria de medo. Hoje o país oferece oportunidades a todos.

A estabilidade econômica e a democracia mostraram o óbvio: que ricos e pobres vão enriquecer juntos no Brasil. A inclusão é nosso único caminho. Meu terceiro conselho vem diretamente da Bíblia: seja quente ou seja frio, não seja morno que eu vomito. É exatamente isso que está escrito na carta de Laodiceia.

É preferível o erro à omissão; o fracasso ao tédio; o escândalo ao vazio. Porque já li livros e vi filmes sobre a tristeza, a tragédia, o fracasso. Mas ninguém narra o ócio, a acomodação, o não fazer, o remanso (ou narra e fica muito chato!).

Colabore com seu biógrafo: faça, erre, tente, falhe, lute. Mas, por favor, não jogue fora, se acomodando, a extraordinária oportunidade de ter vivido.

Tenho consciência de que cada homem foi feito para fazer história.

Que todo homem é um milagre e traz em si uma evolução. Que é mais do que sexo ou dinheiro.

Você foi criado para construir pirâmides e versos, descobrir continentes e mundos, caminhando sempre com um saco de interrogações numa mão e uma caixa de possibilidades na outra. Não dê férias para os seus pés.

Não se sente e passe a ser analista da vida alheia, espectador do mundo, comentarista do cotidiano, dessas pessoas que vivem a dizer: "Eu não disse? Eu sabia!".

Toda família tem um tio batalhador e bem de vida que, durante o almoço de domingo, tem de aguentar aquele outro tio muito inteligente e fracassado contar tudo o que faria, apenas se fizesse alguma coisa.

Chega dos poetas não publicados, de empresários de mesa de bar, de pessoas que fazem coisas fantásticas toda sexta à noite, todo sábado e todo domingo, mas que na segunda-feira não sabem concretizar o que falam. Porque não sabem ansiar, não sabem perder a pose, não sabem recomeçar. Porque não sabem trabalhar.

Só o trabalho lhe leva a conhecer pessoas e mundos que os acomodados não conhecerão. E isso se chama "sucesso".

Seja sempre você mesmo, mas não seja sempre o mesmo.

Tão importante quanto inventar-se é reinventar-se. Eu era gordo, fiquei magro. Era criativo, virei empreendedor. Era baiano, virei também carioca, paulista, nova-iorquino, global.

Mas o mundo só vai querer ouvir você se você falar alguma coisa para ele. O que você tem a dizer para o mundo?


NIZAN GUANAES, publicitário e presidente do Grupo ABC

Cursos e Palestras ( RECICLAGEM )

Cursos e Palestras ( RECICLAGEM )
Informações e reservas